O que é mídia programática? Como usar e qual é a sua importância

mídia programática

Várias coisas são importantes e precisam trabalhar em conjunto para potencializar as vendas da empresa e fazer com que ela lucre e não desperdice dinheiro com ações de marketing que não vão dar um retorno. A publicidade vem se transformando ao longo dos anos, principalmente pela mudança no comportamento do consumidor e isto é nítido, pois cada vez mais as empresas precisam se reinventar para conquistar clientes de uma maneira orgânica e que não seja agressiva, apesar de que ainda há a presença de clientes que consumam produtos dessa maneira.

Veja também:

O que influencia na monetização? Descubra os fatores

O que é Mobile First? Aprenda a usar

Facebook Messenger e ManyChat para Gerar Leads

Antigamente se realizava divulgações de produtos de maneira bem mais generalizada e visando um público alvo bem menor de nichos específicos. Atualmente, existe muito mais um foco na busca de cada cliente por si só, por cada um deles serem cada vez mais exigentes e tendo noção do seu poder de compra, eles acabam preferindo propagandas com contexto, que tenham relevância para suas vidas e que pareçam ter sido feitas especialmente para ele.  

Não basta buscar atingir pessoas com uma mega promoção, é preciso estar antenado para atingir os mais diferentes públicos que querem sentir que o seu produto foi pensado exclusivamente para eles. Existem diversos tipos de produtos tanto do meio digital como físico de conquistar clientes e cada vez mais monetizar o seu negócio virtual e para isso existem diversas estratégias que podem ser feitas com segurança como SEO, monetização de páginas, parcerias etc.

A mídia programática é uma dessas maneiras e é algo que vem conquistando cada vez mais espaço em um curto período de tempo,  revolucionando a maneira como se vende espaço publicitário, além de trazer diversas vantagens tanto para anunciantes, quanto para  publishers.  Isso tem totalmente a ver com o fato de em todo o planeta, a forma de se fazer publicidade vir mudando cada vez mais. As empresas também estão nessa jornada investindo pesado e segundo estudos divulgados nos EUA, a mídia programática faz parte de 85% dos gastos já contabilizados como investimentos publicitários por parte de marcas e empresas, algo que aumentou em quase 87% se comparado ao ano de 2017. 

O que é mídia programática?

A mídia programática é uma maneira de conquistar espaço digital e é algo que vem conquistando cada vez mais espaço em um curto período de tempo,  revolucionando a maneira como se vende espaço publicitário, além de trazer diversas vantagens tanto para anunciantes, quanto para  publishers. A mídia programática pode ser caracterizada como compras e vendas de mídias digitais, espaços publicitários online e isso tudo de maneira automatizada. Ou seja, ao invés das empresas alugarem um espaço caro em outdoors fisicamente, distribuindo panfletos por exemplo e muitas outras táticas ultrapassadas, ela pode optar por escolher sites que sejam acessados pelo seu público alvo e por lá postarem seus anúncios de maneira automática. O que faz com que as empresas se interessem por isso são a audiência inteira do site que se relaciona diretamente com o tipo de produto a ser vendido pelo anunciante que opta por esse tipo de divulgação. Assim como todo espaço físico, a mídia programática ainda conta com um ecossistema em que ocorrem diversas transações 

Ecossistema de mídia programática 

A mídia programática pode ser caracterizada como compras e vendas de mídias digitais, espaços publicitários online e isso tudo de maneira automatizada. Ou seja, ao invés das empresas alugarem um espaço caro em outdoors fisicamente, distribuindo panfletos por exemplo e muitas outras táticas ultrapassadas, ela pode optar por escolher sites que sejam acessados pelo seu público alvo e por lá postarem seus anúncios de maneira automática.  Por isso, existe a compra e venda de alguns espaços como blogs e até sites todos e isto ocorre através de alguns softwares específicos. Entenda mais sobre eles: Por meio de uma DSP (Demand Side Platform) conectada a diversas DMPs (Data Management Plataform), é possível criar diferentes clusters (grupos de interesse) e segmentar diferentes anúncios para cada um. Já na Ad Exchange é onde ocorre a compra de espaços em um leilão em tempo real, que por sua vez pode contar com diferentes tecnologias de operação, como o tradicional RTB (Real Time Bidding) e o Header Bidding. 

Diferenciais e vantagens da mídia programática

Existem diversos diferenciais e vantagens da mídia programática e separamos os três mais lógicos para aquelas pessoas que ainda estão indecisas sobre se isso é um bom negócio para o seu tipo de serviço. Confira:

1) Maior precisão e controle da entrega de mídia

Cada vez mais tudo está virando digital e é uma tendência que o mercado permaneça comprando mídia de forma programática. Com isso, anunciantes têm mais controle e compreensão sobre o tipo de mídia que estão comprando. É possível fazer a análise dos resultados e melhorias contínuas até mesmo durante as campanhas.  Para quem exibe um anúncio (publisher), é possível acompanhar quase que em tempo real as receitas e principais indicadores de desempenho de monetização do seu portal.

2) Menos desperdício de verba de mídia por conta da maior eficiência das campanhas

Como já dissemos, com a mídia programática você consegue escolher um blog ou site em específico de acordo com o público alvo do seu produto ou até de uma campanha em específico. Por isso, a mídia programática tem um potencial ótimo de segmentar clientes e nichos de mercado, fazendo com que os anunciantes escolhem com mais critério seus usuários que serão impactados com aquilo, oferecendo o conteúdo quase que personalizado e certeiro para um determinado cliente durante sua experiência de compra, o que possibilita que seja um lead qualificado, ou seja, uma venda que tenha alta taxa de conversão e que não seja apenas uma verba perdida num público que não consome seu produto. 

 3) Publicidade hiperlocalizada e contextualizada

A mídia programática tem um potencial ótimo de segmentar clientes e nichos de mercado, fazendo com que os anunciantes escolhem com mais critério seus usuários que serão impactados com aquilo, oferecendo o conteúdo quase que personalizado e certeiro para um determinado cliente durante sua experiência de compra. Por isso, ela consegue fazer anúncios com uma ótima tecnologia como é o caso da geolocalização do cliente por exemplo, assim um anúncio é exibido quando um cliente passa perto de um local que é o caminho do seu trabalho e que provavelmente ele poderia se beneficiar com isso, trazendo o anúncio certo na hora certa. Esse tipo de estratégia traz muito mais resultados do que um marketing sem direcionamento trazendo mais resultados para anunciantes e, consequentemente, para os publishers, que podem monetizar seu site exibindo anúncios muito mais condizentes com seu conteúdo e com o público que navega pelas suas páginas, aumentando as chances de visualizações e cliques que geram mais receita para o veículo.

Veja também:

Qual a diferença entre Mídia Programática e Google AdSense?

O que é Google Search Console? Qual é a sua Importância?

Como o SEO pode ajudar? Entenda Como Funciona!

No Comments

Post A Comment

    Simule agora mesmo quanto você pode ganhar tornando-se um parceiro JoinAds